Planejamento

PLANEJAMENTO

Ato de antever todas as atividades que precedem o ato de construir e seus desdobramentos.

Neste caso: Planejamento de uma obra em lote urbano.

Diariamente nos deparamos com novos desafios, tratando de construir em centros urbanos.

DIFICULDADES:

Tamanho dos lotes; proximidade de edificações vizinhas; acessos à obras; logística de movimentação de materiais; obtenção de licenças, entre outros.

O PLANEJAMENTO, começa no projeto. (ou seria o contrário?)

Entender bem as necessidades do cliente e todas as particularidades do edifício a ser projetado, a sua perfeita interação com o ambiente externo, é fundamental.

Um BOM PROJETO exige um minucioso PLANEJAMENTO, profundo conhecimento do programa de necessidades dos clientes, domínio das legislações vigentes e grande experiencia em execução de obras.

“CASE” EDIFICIO MULTIPISOS CAMPO BELO

Como desafio adicional, este edifício servirá para atendimento de público variado, que por tratar-se de entidade assistencial “religiosa”, sem fins lucrativos e exigiu uma “ginastica de planejamento” adicional, visando viabilizar a construção, sem interromper as atividades e verba limitada.

CARACTERISTICAS:

De 1.500m² de área do terreno original, somente 900m² foram destinados ao novo edifício, preservando-se o edifício histórico no fundo do lote;

2 subsolos de garagens; térreo; 2 auditórios e 18 salas de aulas/atendimento; além da área de eventos na cobertura e ático com áreas técnicas.

Área ocupada do terreno, 650m² e área construída coberta total 3.800m²; 300m² de jardins permeáveis e 22 novas arvores;

OS DESAFIOS:

PROJETO, foi todo elaborado para atender as seguintes premissas:

  1. Utilizar técnicas construtivas sustentáveis, gerando menor impacto à vizinhança e ao meio ambiente;
  2. Ser construído no menor tempo possível, para mitigar os transtornos das atividades próprias e edificações vizinhas;
  3. Utilizar somente a verba disponível e limitada;
  4. Ter flexibilidade operacional total das suas instalações, permitindo multiuso de todos os espaços;
  5. Ser viável a sua construção, mesmo contando com as diversas interferências de infraestrutura elétrica na calçada e rua frontal além da ausência de espaço para canteiro de obras;

PLANEJAMENTO:

Após a certeza de que o Projeto Legal estava adequado ao Novo Zoneamento de SP, e sem chance de indeferimento, os projetos executivos foram desenvolvidos em 5 meses, por escritórios renomados no mercado de construção;

Empresas de Pré-fabricado de concreto e estrutura metálicas, foram consultadas previamente para nos certificarmos que seria factível a implantação de gruas ou equipamentos de montagem;

Fornecedoras de Gruas foram consultadas para garantir que seria possível montar os pré-fabricados;

Empresas de elevadores foram consultadas para ajuste nos projetos e definição da lotação da edificação;

Empresas executoras de muros de contenção, foram consultadas para melhor dimensionamento de risco para edificações vizinhas, inclusive a edificação remanescente própria;

Sondagem e levantamento topográfico, foram as primeiras investigações feitas, para um perfeito planejamento, além de maquete física, e imagens foram estudadas para “cercar” todas as possibilidades construtivas;

Finalmente, o processo de escolha da construtora tem que seguir preceitos éticos, e profissionais, com RFI; RFQ ; Edital de Concorrência bem definido; Memorial descritivo das obras; visita ao local; Lista de itens a serem contemplados no orçamento; Etapa de esclarecimento de dúvidas; definição do Tipo ou modalidade de contratação e entrega de proposta com datas definidas para recebimento, analise e comentários dentro de cronogramas factíveis de serem atendidos; e comunicação transparente à todos os licitantes.

CRITÉRIO DE PROJETOS

Os  seguintes critérios foram utilizados para elaboração dos projetos:

  1. Muros de contenção em Solo Grampeado;
  2. Fundações diretas;
  3. Superestrutura Pré-fabricada em concreto;
  4. Fechamento lateral, em painéis Pré-fabricada em concreto;
  5. Piso laje zero, com acabamento superficial espelhado (final);
  6. Instalações elétricas e sistemas em perfilados e eletrodutos aparentes;
  7. Ar condicionado em dutos de chapa galvanizados aparentes e/ou giro tubos;
  8. Esquadrias tipo pele de vidro com vidros de alto desempenho;
  9. Shafts duplos, para circulação vertical de Dutos de Ar Condicionado; Prumadas Hidráulicas/ incêndio/ esgotos, e Prumadas Elétricas e telemática, visitáveis;
  10. Também adotou-se sistemas de geração de emergência cabinado; cabine de medição blindada e transformadores tipo pedestal;

RESULTADO:

Conforme veremos nas fotos a seguir, o edifício ainda em fase de acabamento, foi implantado conforme planejado e em breve estará pronto para que a entidade possa ampliar os trabalhos assistenciais, com muito mais conforto aos usuários/ frequentadores e muito respeito aos colaboradores/ financiadores desta importante etapa de crescimento.

CONCLUSÃO:

PLANEJAMENTO FOI E É FUNDAMENTAL, PARA OBTENÇÃO DOS RESULTADOS ALMEJADOS.

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Outros artigos

O que é retrofit?

O QUE É RETROFIT? É um termo utilizado para caracterizar Revitalização de Edifícios para atualização profunda de sua função e/ou de suas instalações, visando a

LER »

Planejamento

PLANEJAMENTO Ato de antever todas as atividades que precedem o ato de construir e seus desdobramentos. Neste caso: Planejamento de uma obra em lote urbano.

LER »

Trabalhando no CEU

Em 2005, após a eleição do José Serra para prefeitura da Capital, tivemos a oportunidade de integrar a equipe do competente arquiteto Walter Makhol, na

LER »